sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Cartão de Visitas

Por Ilana Berenhol

O cartão de visita tem várias funções. Ao entregá-lo, você está convidando o outro a manter contato com você. Além disto, ele indica a forma correta de escrever seu nome, define sua ocupação e posição e indica as formas do outro te encontrar. Agora, um bom cartão de visita, além de todas as funções acima, ajuda a destacá-lo dos demais, dá credibilidade a você e ao seu negócio e reflete sua marca pessoal.

O cartão não pode ser apenas bonito. Seu design deve comunicar de forma clara e precisa quem você e sua empresa são. Seu cartão é sua forma de comunicação com seu público-alvo e é uma forma de diferenciação. O formato, cores e fontes escolhidas devem ajudar a transmitir sua marca. Não adianta você gostar do cartão de visita de outra pessoa e copiá-lo para seu negócio se o que o design transmite não estiver de acordo com a imagem e valores de sua empresa e sua área de atuação. É a mesma coisa com o guarda-roupa. Você pode adorar o figurino de seu amigo publicitário, mas ele não vai funcionar no seu escritório de advocacia.

Vale a pena um bom investimento nessa área. Por mais que as papelarias forneçam material para você criar seu próprio cartão, não se aventure nessa área se não for sua especialidade. Você pediria para um mecânico fazer seu tratamento de canal? Pois é. Contrate um designer ou uma agência de marketing, escritório de design ou branding para desenvolver sua identidade visual.

O que você escolher como design para seu cartão deve ser o padrão para todo o resto de seu material impresso. Existe também toda uma arte no modo de lidar com o cartão de visita de forma a valorizar e fortalecer sua imagem. Para começar, nada de guardar seus cartões soltos em um bolso qualquer.

Guarde-os em um lugar de fácil acesso, em um porta-cartão de qualidade, que combine com seu estilo pessoal e transmita uma imagem profissional e coerente com sua área de atuação. Nada pior do que ficar remexendo em suas coisas em busca do seu próprio cartão e ainda por cima entregá-lo sujo ou amassado.

Seu cartão é valioso e deve ser tratado como panfleto. Ao entregar um cartão para alguém, você está indicando que aquela pessoa vale seu tempo e atenção. Ele não deve ser entregue indiscriminadamente, para qualquer um, como propaganda do seu negócio. Para isto, faça um folder. A princípio, os cartões devem ser usados apenas em situações profissionais, como reuniões de trabalho. Em eventos sociais, guarde-os apenas para aqueles com que você acha que vale a pena manter o contato. Não vá sacando seu cartão logo de cara.

Converse com a pessoa até ter certeza de que você quer ser encontrado. Nunca entregue um cartão de visita com informações desatualizadas. Sabemos que a empresa de telefonia pode mudar repentinamente seu número de telefone e você se ver com centenas de cartões que perderam a utilidade. Refaça-os imediatamente e jogue os antigos no lixo. Se você souber de antemão sobre quaisquer mudanças, o ideal é correr e ter tudo pronto o quanto antes.

A tolerância é de aproximadamente 30 dias para que você continue entregando os cartões antigos, corrigidos à mão. Ao receber uma cartão, passe os olhos antes de guardá-lo. Se você recebe um cartão e o guarda de qualquer jeito, sem lê-lo, transmite a imagem de alguém que não valoriza o outro e seu negócio. Como quer que o outro o valorize então?

É apenas um pequeno pedaço de papel. Porém pode fazer toda a diferença na sua imagem e a forma como os outros acreditam que conduz seus negócios.

Fonte: Revista Você S/A

Quer fazer sua papelaria?

Criação de papelaria e cartões de visita

Grupo Anaya

Agência com 9 anos de atuação nas mais diversas áreas da criação.